O presente estudo apresenta os dados preliminares da pesquisa de validação do Inventário de Desejo Sexual – IDS-2 em população clínica com queixas sexuais. O inventário foi elaborado tendo como base os modelos teóricos sobre desejo sexual e a experiência clínica em atendimento de pacientes com queixa sexual. É composto por 14 itens que avaliam o desejo sexual diádico e solitário e o escore total é obtido pela soma dos itens indicando o grau de desejo dessas duas categorias. A amostra foi composta por 119 sujeitos (88 homens e 31 mulheres) com média de idade de 35 anos (DP = 9,42; Idade mínima = 20 anos; Idade máxima = 62 anos), dos quais 40,3% eram solteiros, 54,6% casados, 5% separados. Cerca de 72,8% da amostra possuía nível superior completo. Todos os sujeitos eram pacientes de uma clínica especializada em Terapia Sexual e apresentavam algum tipo de queixa sexual: 45,4% disfunção erétil, 28,6% ejaculação rápida, 10,9% inibição de desejo sexual, 6,7% anorgasmia, 6,7% vaginismo e 1,7% inadequação sexual do casal. A análise fatorial exploratória foi empregada para verificação da estrutura interna do instrumento, a solução inicial indica boa fatorabilidade dos dados (KMO=0,76; Teste de esfericidade de Bartllet = 684,25; p<0,001) o que garantiu segurança para o prosseguimento da análise de sua estrutura por rotação oblimin. Foram extraídos dois fatores principais independentes com eigenvalue > 1 (fator 1= 4,29; fator 2= 2,82), capazes de explicar 54,67 da variância total. Para avaliação da consistência interna (α Cronbach), o instrumento apresentou apropriado índice sendo 0,83 para escala total; 0,84 = fator 1; e 0,90 = fator 2. As análises estatísticas empregadas demonstraram boa consistência e precisão em sua estrutura ao avaliar desejo sexual. Os índices aqui apresentados são semelhantes ou iguais ao estudo original de sua validação e corroboram a multidimensionalidade do construto ao apresentar duas dimensões em sua estrutura sendo denominadas: fator 1 – desejo sexual diádico ou relacional; e fator 2 – desejo sexual solitário ou individual; que também são descritos na literatura científica. Outros estudos serão realizados para aprofundar características do funcionamento do desejo sexual da amostra.

 

Título: Inventário de Desejo Sexual (IDS-2) em amostra de pacientes com queixas sexuais: estrutura fatorial e consistência interna

Autores: Ítor Finotelli Jr.; Fernanda Robert de Carvalho Santos Silva; Elaine Cristina Catão; Oswaldo Martins Rodrigues Jr.; Diego Henrique Viviani
Palavras-Chave: inventário desejo sexual; desejo sexual; disfunções sexuais; desejo diádico; desejo solitário
Categoria: Trabalhos publicados em eventos científicos

 

Referência: Finotelli Jr., I., Silva, F. R. C. S., Catão, E. C., Rodrigues Jr., O. M., & Viviani, D. H. (2008). Inventário de Desejo Sexual (IDS-2) em amostra de pacientes com queixas sexuais: estrutura fatorial e consistência interna. Trabalho apresentado no IX Congreso Sul-Brasileiro de Urologia. Revista Terapia Sexual, Porto Alegre, 117-118.


Psicoterapia Sexual® por Dinamicsite 2011 - 2017