Objetivamos compreender características mais comuns em mulheres com queixas sexuais que buscam e aceitam tratamento psicológico. O questionário Inventário de Sexualidade Feminina – forma A1 (Rodrigues Jr., 2007), foi aplicado a seguir da entrevista psicológica semi-estruturada a 27 pacientes, com idade média de 34 anos, casadas (81,5%), com grau universitário (61,5%). Os principais problemas que as fizeram buscar tratamento: inibição do desejo sexual ( 33,3%), vaginismo (33,3%), anorgasmia (14,8%), inadequação sexual do casal (7,4%). A masturbação iniciou-se nestas mulheres numa idade de 14 anos (entre 6 e 26 anos) com freqüência de 1 a 3 vezes por mês. Destas mulheres, 7,7% nunca haviam se masturbado. À época da consulta, 33% masturbava-se raramente, e apenas 3,8% masturbava-se diariamente. A masturbação existia com culpa em 19%. A primeira relação sexual ocorreu aos 19 anos (entre 14 e 32 anos), com um namorado (55,6%) ou com o marido antes de se casarem (18,5%). A motivação para o sexo é o amor para 53,8% destas mulheres, e o desejo é motivação para 23,1%. Mantendo coerência com as queixas sexuais, 52,1% reconhecem que o desejo sexual diminuiu, 18,5% afirmam que sempre tiveram pouco desejo sexual ou nunca tiveram desejo sexual (11,3%). O desejo para com o parceiro sexual atual é ausente em 30%, ou diminuiu para 23,1%. O desejo sexual para com outros homens é ausente em 48,1% ou variável (33,3%). A insatisfação sexual com os parceiros acontece com 84% destas mulheres. O nervosismo é reconhecido sempre associado aos relacionamentos sexuais (46,2%), podendo depender do parceiro (14,4%). A dificuldade de obter orgasmos com penetração acontece com 83% das mulheres. Para tratar o problema sexual 45,8% procurou um ginecologista sem sucesso, e 33,4% psiquiatras ou psicólogos. Preocupar-se demais com a vida é apontada por 65% destas mulheres, além de “problemas nervosos” (23,5%) e períodos de tristeza (29,5%). Conhecer estas características permite planejar melhor a psicoterapia sexual para estas mulheres.

 

Título: Mulheres que procuram tratamento por problemas sexuais

Autores: Oswaldo Martins Rodrigues Jr.; Ítor Finotelli Jr.; Diego Henrique Viviani
Palavras-Chave: inventário sexual; disfunções sexuais; sexualidade feminina; etiologia
Categoria: Trabalhos publicados em eventos científicos

 

Referência: Rodrigues Jr., O. M., Finotelli Jr., I., & Viviani, D. H. (2009). Mulheres que procuram tratamento por problemas sexuais. Trabalho apresentado no XII Congresso Brasileiro de Sexualidade Humana. Anais do XII Congresso Brasileiro de Sexualidade Humana, Foz do Iguaçu, 59-60.


Psicoterapia Sexual® por Dinamicsite 2011 - 2017